Programa de Pós-graduação em Bioquímica e Farmacologia - UFES

O Programa de Pós Graduação em Bioquímica e Farmacologia da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGBF/UFES) foi aprovado pela CAPES em Dezembro de 2011 e iniciou seu funcionamento em Agosto de 2012 inicialmente formando mestres nas referidas subáreas. 

O inicio


A necessidade da criação do programa veio juntamente com a contratação de um número significativo de novos docentes pelo Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFES nos últimos seis anos. Com a criação dos cursos do programa REUNI, a área de Ciências Biológicas e da Saúde se viu frente à criação de quatro novos cursos: Fisioterapia, Nutrição, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, além dos cursos de Farmácia, Medicina, Odontologia, Ciências Biológicas e Enfermagem já existentes. Para atender a demanda de todos os cursos, o CCS contratou até 2011, 24 docentes de diversas subáreas dentro das Ciências da Vida e da Saúde, dentre elas, Bioquímica (6) e Farmacologia (5). Esses docentes possuem linhas de pesquisa e grande interesse em iniciar a prática de uma ciência de qualidade buscando preencher as lacunas que sabidamente distanciam o estado do Espírito Santo dos demais estados da região sudeste. Inicialmente, esses 11 docentes, buscaram, individualmente, arrecadar recursos nas agências de fomento nacionais, estaduais e municipais para iniciarem a implementação de suas linhas de pesquisa na UFES. Praticamente todos os docentes foram contemplados em pelo menos um de seus projetos de pesquisa e contam hoje com infraestrutura satisfatória para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa. Além das atividades de pesquisa, a maioria dos professores contratados nos últimos anos absorveu uma grande carga horária de graduação, o que não permite sua atuação direta e constante no desenvolvimento de projetos. Apesar de contarem com um número significativo de estudantes de iniciação científica, bolsistas e não bolsistas, para que projetos de pesquisa sejam desenvolvidos em tempo hábil, é notória a necessidade de estudantes de pós-graduação que tenham dedicação exclusiva a essas atividades. Surpreendentemente, ao procurarem por cursos de pós-graduação em sua área de atuação, Bioquímica e Farmacologia (área Ciências Biológicas II, CBII, da CAPES), os docentes recém-chegados não encontraram nenhum. Existe apenas um programa de pós-graduação em CBII na UFES, que atua basicamente na área de Fisiologia Cardiovascular (PPGCF, conceito CAPES 5) e cujas linhas de pesquisa, inviabilizam a inserção dos docentes no referido programa. Dessa forma, o desafio encontrado pelos novos docentes é a formação de profissionais capacitados e que gerem conhecimento relevante para a comunidade científica nacional e internacional em suas áreas de atuação.